Vinho, Gastronomia e Viagens

Dicas de Presente para Mães que amam Vinho

Já comprou seu presente para o dia das mães? Se você tem uma mãe que gosta de vinhos aqui vão as minhas dicas de presentes:

 

Vinhos

Se a sua mãe gosta de vinhos, “o vinho” é uma excelente opção. É importante saber as preferências dela: tinto, branco, seco, doce, etc.

 

Dia das Maes_vinhos

1. Kit Regiões da França na Evino, R$ 119,90

2. Luigi Bosca Finca Los Nobles Chardonnay 2012 (750ml) na Decanter R$ 143,90

3. La Bélière Rosé de Baron Philippe de Rothschild 2013 na Wine R$ 46,00

4. D.V. Catena Cabernet Malbec na Boccati R$ 105,50

5. Kit Presente Dia das Mães – Especial Rosé (3x750ml) na Miolo R$ 87,60

6. Kit Vinho Aurora Colheita Tardia 500ml com 1 Taça na Aurora R$ 31,60

.

Livros e Acessórios

Acessórios são opções interessantes, pois o presente dura mais…rs, livro então, nem se fala, é para a vida toda!

 

Dia das Maes_acessorios

1. Ebook Vinhos da Itália Alessandra Esteves na Saraiva R$ 6,70

2. Balde Resfriador Vinho sem Gelo Vacuvin Preto na Etna R$ 129,90

3. Jogo para Bar com 8 peças nas Americanas R$ 129,90

4. Decanter de Cristal Bohemia 700ml na Boccati R$ 49,90

5. Quadro Bordeaux na Leroy Merlin R$ 52,99

 

Moda e Beleza

Dia das Maes_moda e beleza_

1. Batom Eudora Soul Matte cor Cabernet na The Beauty Box R$ 14,90

2. Banheira mini Boccati com Sabonete, Toalha e Body Splash na Boccati R$ 97,90

3. Bolsa Dia Clara Couro Marsala da Accessorize R$ 296,65

4. Sais de Banho Vinho 410g da Essenza Cosmeticos R$ 33,15

5. Batom cor Marsala da Tracta R$ 24,26

6. Shampoo  e Condicionador Nativa SPA Vinoterapia O Boticário R$29,99 (shampoo) e 31,99 (condicionador)

 

Espero que as dicas ajudem (e que as mães gostem)!!

Obs: Os valores foram encontrados nos respectivos sites no dia 30/04/2015 e podem sofrer alterações.

4 dicas para economizar na compra de vinhos

Com a alta dos impostos, do dólar e, consequentemente, do preço dos vinhos, fica difícil não sentir os impactos no bolso, e como “beber menos vinho” não é uma opção das mais agradáveis, vou deixar aqui 4 dicas que eu uso para economizar na compra:

.

1. Clube de assinatura

O clube de assinaturas de vinho funciona assim: você paga uma mensalidade fixa e recebe uma quantidade de vinhos por mês na sua casa. O valor varia de acordo com o nível do vinho e a quantidade de garrafas que você vai querer receber. Esta é uma ótima forma de economizar se você gosta de conhecer novos rótulos, uvas e produtores. Geralmente são bem selecionados por algum enólogo e/ou sommelier e têm um preço menor do que se comprado fora do clube. Por exemplo, se um vinho custa R$ 28,00/garrafa em um clube de assinatura, ele pode custar R$ 35,00 se comprado fora do clube (estes valores são apenas para exemplo).

 

2. Cartão de Crédito

Algumas bandeiras de cartão de crédito possuem convênios e parcerias com sites dando vantagens e descontos exclusivos para quem compra com o cartão especificado. Vale a pena verificar se o seu cartão te dá esse tipo de desconto e ficar atento às condições e restrições.

 

3. Comprar no “atacado”

Algumas importadoras, lojas e sites vendem vinhos por um preço menor, quando comprados em maior quantidade do mesmo vinho, outras estipulam um valor mínimo de compra para conceder este desconto. Dica: para não ficar com muitos vinhos iguais, chame os amigos para dividir os vinhos e a conta!

 

4. Fidelidade: Sites, lojas, supermercados

Ter cadastro em sites pode te dar alguma vantagem, por exemplo, receber alertas e descontos exclusivos por e-mail, promoções rápidas ou frete grátis. Outra opção é ter cadastro em supermercados, pois as vezes concedem descontos em vinhos para clientes cadastrados.

 

Alguém tem mais alguma dica?

5 Motivos para NÃO comprar uma adega climatizada

Adega vinhobasico

Ter uma adega bonita, cheia de recursos e com capacidade infinita de vinhos é o sonho de consumo de qualquer enófilo, mas é importante saber se a adega vai ser bem utilizada ou se será uma “geladeira de luxo”. Outro dia comecei a pesquisar adegas climatizadas e me deparei com algumas limitações que me fizeram desistir (pelo menos por enquanto):

 

1. Alta rotatividade dos vinhos

Se o seu vinho não fica esperando muito tempo para ser consumido, talvez uma adega não seja tão necessária nesse momento. Veja o exemplo de uma prateleira de supermercado: estão sempre vendendo e repondo os vinhos (e as prateleiras não são climatizadas!).

 

2. Vinhos Jovens

Os vinhos que você consome em casa são para consumo imediato e/ou não necessitam de guarda? Uma adega poderia ser dispensada, desde que o vinho fique em local adequado.

Nesse item, é importante se questionar se você (só) compra vinhos jovens porque não tem uma adega para guardar ou se não tem adega justamente porque só compra vinhos jovens. É uma questão de gostos e necessidades.

 

3. Mudança frequente de residência

Você pensa em comprar aquela adega para guardar aquele vinho e deixa-lo envelhecendo por alguns anos (alguns vinhos precisam desse descanso), mas se lembra que nos últimos 4 anos mudou de casa 7 vezes(!). Imagina como ficaria o seu vinho depois da maratona: entra na adega – sai da adega – entra no carro – chacoalha no carro – sai do carro – volta pra adega (agora repita mais 6 vezes). Se esse vinho não morrer de estresse, vai ficar com sequelas e depois não adianta colocar a culpa no vinho, na vinícola ou no enólogo.

 

4. Falta constante de energia elétrica

Certo, nesse quesito não há muito o que ser feito, mas pense em que tipo de vinho e de adega você quer preservar. Imagina esse “vai e volta” de energia + o risco de queimar o equipamento + a correria para salvar o vinho. Verifique se sua casa tem problemas de energia, por exemplo, falhas de dimensionamento de circuitos (que fazem o disjuntor desligar toda hora). Veja se vale a pena o risco de perder a adega ou o vinho.

 

5. Adega passiva

Se você tiver a sorte de ter um local adequado com condições altamente favoráveis para armazenar um vinho (temperatura entre 12ºC e 15,5ºC e umidade entre 70% e 95%), aproveite! É chamada de adega passiva por ter condições naturalmente adequadas, sem precisar de resfriar ou umidificar. Em geral, esse local fica em porões abaixo do nível do solo e com isolamento térmico que podem ser pedras ou isolamento equivalente. Este ambiente deverá estar livre de trepidações e de odores.

Essa seria a melhor das opções, porque você teria uma adega sem precisar comprar! Fora isso, sem gastos com energia elétrica e baixíssimo custo de manutenção (pra não dizer zero).

 

Gostaria de reforçar que não sou contra adegas, pelo contrário, são acessórios que podem ser muito úteis e práticos, apenas quis listar alguns motivos que encontrei e que me ajudaram a decidir por não comprar (nesse momento).

Me contem! Já possuem adega? Pretendem comprar? Ou desistiram?