Se você é como eu, que não abre mão de um vinho branco (ou rosé) nem no inverno, esse post é pra você. Sei que no Brasil há muito preconceito com os vinhos brancos e com quem gosta de vinho branco, parece “menos chic, menos fino, menos nobre e menos elegante” gostar de vinho branco, mas isso é pura besteira.

 

Brancos Encorpados

Brancos Encorpados vinhobasico

No inverno, buscamos vinhos para aquecer, por isso os brancos encorpados são ótimas opções para essa época. Eles são menos “refrescantes” que os vinhos brancos leves, mas ainda assim, mantêm boa acidez (característica marcante dos vinhos brancos). Muitas vezes são amadurecidos em barricas de carvalho, adicionando aromas de creme, baunilha e manteiga.

 

Chardonnay

Chardonnay de regiões de clima mais quente tendem a ser mais “cremosos”. Procure por Chardonnay da América do Sul, Califórnia, Austrália e alguns da Borgonha.

 

Sémillon

Uma das uvas brancas de Bordeaux, também podem ser mais encorpados e passar por madeira, como os do Sul da Austrália, Washington (EUA) e alguns de Bordeaux.

 

Espumantes elaborados pelo método tradicional

Por ser uma bebida para ser consumida mais gelada, muitas vezes deixamos ele é deixado lado nessa época. Para o inverno prefira os elaborados pelo método  champenoise (tradicional), pois conferem mais cremosidade. Fique a vontade para escolher tanto o branco como o rosé.

 

Rosés

Os rosés são vinhos vinificados como os vinhos brancos, mas são elaborados com uvas tintas (por isso resolvi incluir no post de hoje).

Se quiser um rosé um pouco mais encorpado, escolha os que são elaborados com uvas mais potentes, como Cabernet Sauvignon, Malbec (meus preferidos!), Merlot, Tempranillo. 

 

Harmonizações

  • Carnes magras, mas com textura mais macia: galeto, sobrecoxa ou coxa de frango, filet mignon bovino.
  • Peixes: atum, salmão, peixes assados (com bastante azeite).
  • Pizzas: queijos em geral, brie com damasco, tomate seco com rúcula, vegetarianas em geral, sabores com um toque de mel ou de frutas.
  • Massas: molhos leves ou com ervas, como pesto, alho e óleo, ervas frescas, molho branco, tomates frescos com manjericão, frutos do mar.
  • Foundue de queijos (de carne também fica bom)
  • Cogumelos na manteiga.
  • Culinária japonesa: prefira os vinhos sem passagem por barricas.

As dicas de harmonizações são orientativas.

 

Gostaram das dicas de vinhos para o Inverno? Me fala aqui nos comentários quais vocês já escolheram para ajudar a aguentar o friozinho.