Vinho, Gastronomia e Viagens

Malbec brasileiro

Hoje, 17 de abril, é comemorado o dia mundial do Malbec (Malbec World Day).

A uva Malbec tem origem francesa, na região de Cahors em Bordeaux, mas ficou muito conhecida através dos vinhos argentinos. (tem um post completo sobre a uva Malbec aqui).

O que muita gente não sabe é que alguns produtores brasileiros tem investido no potencial dessa uva no nosso terroir e que tem dado muito certo.

 

Vou deixar aqui uma lista com algumas vinícolas brasileiras que possuem o Malbec na sua linha de rótulos.

 

Don Guerino

Região: Alto Feliz-RS

12-malbec-don-guerino-vinhobasico sinais_rose_malbec-vinhobasicodon-guerino-brut-rose-vinhobasico

A Don Guerino tem apostado bastante na uva Malbec nos últimos anos. Possui vinhos de diferentes estilos:  espumante, rosé e tinto. O Rosé de Malbec da linha Sinais é menos potente que os rosés argentinos, mas possui características muito parecidas de cor e aromas.

Preço Médio:

Tinto: R$61,00

Rosé: R$ 33,00

Espumante: R$ 41,00

 

Fabian

Região: Nova Pádua-RS

Conheci a vinícola Fabian no ano passado e fiquei encantada com os vinhos. Um dos melhores merlot nacionais que eu já provei (tema para outro post!), mas como o assunto hoje é Malbec, a Fabian possui um Malbec de excelente qualidade, muito bem elaborado.

Fabian reserva malbec vinhobasico

Fabian Reserva Malbec

Preço: R$ 69,72

 

Weber

Região: Crissiumal-RS

A vinícola Weber fica na região noroeste do RS, uma região com cultivo bem recente de uvas viníferas.

Como não há pesquisas e estudos sobre vinhos da região, a vinícola Weber possui poucas cultivares de variedades diferentes, cerca de 100 plantas de cada. Cada lote produz no máximo 200 garrafas, que são chamados de microlotes pela vinícola. Com esse teste eles decidem se o vinho tem potencial para escala comercial. Ainda não conheço os vinhos da Weber, mas quem tiver curiosidade, pode entrar em contato direto com a vinícola, todos os meses eles lançam kits promocionais na página do Facebook (vou pedir o meu em breve para conhecer melhor alguns microlotes da Malbec e outras uvas).

 

Weber Microlotes Malbec 2017

Preço Médio: R$ 30,00 (consulte preço e disponibilidade com a vinícola)

 

 

Lidio Carraro

Região: Bento Gonçalves-RS

Lidio Carraro Malbec vinhobasico

Lídio Carraro AGNVS malbec

Preço: R$60,90

 

Vaccaro

Região: Garibaldi-RS

Collina Doro Vaccaro malbec vinhobasico

Malbec Collina D’Oro

Preço: R$48,00

 

Don Laurindo

Região: Bento Gonçalves-RS

Don Laurindo Malbec vinhobasico

Don Laurindo Reserva Malbec

R$ 80,90

Alma Única

Região: Bento Gonçalves-RS

Alma Única Reserva Malbec

R$ 94,50

Marco Luigi

Região: Bento Gonçalves-RS

Marco Ligi Malbec vinhobasico

Marco Luigi Malbec

R$ 71,50

 

Larentis

Região: Bento Gonçalves-RS

Larentis Malbec vinhobasico

Larentis Malbec

Preço: R$ 73,00

 

Sanjo

Região: São Joaquim

Nubio Sanjo malbec vinhobasico

Nubio Malbec

R$ 47,00

 

Conhece algum Malbec nacional que ficou fora da lista? Coloque aqui nos comentários!!

 

 

Domaine Bousquet Rosé 2016

Domaine Bousquet Rosé 2016

vinhobasico Domaine Bousquet Rose 2016

O vinho Domaine Bousquet Rosé 2016 é feito de uvas orgânicas, a maioria da região de Tupungato, no Vale do Uco a 1200m de altitude, um dos pontos mais altos de Mendoza, na Argentina.

Sobre a vinícola, de acordo com o site:

Em 1990, a Família Bousquet chegou a Mendoza para procurar vinhas e adegas. Ao descobrir as características únicas da região (solo, altitude, terroir), a família estava convencida de ter encontrado a localização ideal para a sua vinícola. Em 1997, depois de comprar uma parcela de terra, eles se mudaram da França para o pé dos Andes. Os 110 hectares estão localizados no exclusivo vale Gualtallary em Tupungato, Mendoza, a uma altitude de 1200 metros acima do mar, tornando-se um dos vinhedos de maior altitude de Mendoza e do mundo.

Se quiser saber mais sobre a Domaine Bousquet e conhecer outros rótulo, acesse aqui o site da vinícola.

 

Informações do Vinho

Informações Domaine Bousquet Rose 2016

 

Análise Sensorial – Domaine Bousquet Rosé

análise sensorial Bousquet Domaine Rose 2016

 

O que eu achei do vinho

Eu amo vinhos rosés, amo rosé de malbec e adoro cabernet argentino. Quando recebi o vinho pensei: esse vinho tem tudo o que eu gosto em uma garrafa só. A cor é linda, um pouco diferente de um rosé de malbec (varietal). É um rosa claro com um tom de salmão bem leve. Geralmente os rosés (só) de Malbec ficam entre o rosa claro e o pink.

Sobre o vinho ser orgânico, não vi nenhuma diferença (sensorial). 

Não conhecia ainda um rosé de Malbec e Cabernet, e achei muito bom. Da próxima vez que eu vir algum rótulo com esse corte, não vou ter medo de comprar.

 

Dica de Harmonização

Escolhi esse vinho para acompanhar um Pappardelle com camarões no azeite. É um vinho bem gastronômico, deixou a comida mais gostosa. 

Esse vinho pode acompanhar bem frutos do mar, peixes, sushis e sashimis. Se preferir carnes, dê preferência a carnes magras, como o filé mignon.

 harmonizacao Domaine Bousquet Rose 2016

Se quiser mais dicas de harmonização para o rosé de malbec, fiz um post aqui.

 

Quanto?

R$54,90

 

Onde?

Recebi da Blend Vinhos, uma loja online que entrega para todo o Brasil.

 

Em breve sai a resenha do vinho tinto Malbec, da Domaine Bousquet.

 

Este produto foi enviado pela assessoria da Blend Vinhos, no entanto a avaliação é 100% pessoal.

 

[Estilo de Vinho] Chardonnay Amadeirado

Já falei no post da Chardonnay sobre a versatilidade dessa uva. Um dos pontos que mais chama a atenção é o fato de ser uma das poucas uvas brancas que possuem estrutura para guarda e amadurecimento em barricas de carvalho. Para estagiar em barricas, o vinho precisa ter potencial de envelhecimento. Alguns vinhos têm potencial de guarda de mais de 8 anos.

winery-2110737_1920

Cada produtor elabora o vinho de acordo com seus critérios, no entanto, o vinho possui um estilo característico.

 

Análise Sensorial

Visual

Por causa do estágio na barrica, a coloração vai do palha (menos tempo) ao amarelo dourado (mais tempo).

chardonnay amadeirado cor vinhobasico

Olfativo

Além dos aromas da chardonnay (abacaxi, maçã, carambola), é possível perceber aromas provenientes do estágio nas barricas (baunilha, côco, chocolate branco). Alguns vinhos podem passar por fermentação malolática durante o processo, conferindo aromas amanteigados, doce de leite, iogurte.

chardonnay amadeirado aroma vinhobasico

Gustativo

O chardonnay amadeirado é um vinho com mais corpo, em relação ao chardonnay sem madeira. Além disso, tem boa acidez, deixando o vinho vivo e fresco.

chardonnay amadeirado boca vinhobasico

Regiões

É possível encontrar esse estilo de vinho em várias partes do mundo. Os mais famosos, são os Brancos da Borgonha (França), mas também podem ser encontrados na Argentina, Chile, Califórnia, Sul da Austrália e Brasil (estes com preço mais acessíveis).

 

Harmonização com Chardonnay Amadeirado

 

Peixes e Frutos do Mar

Esse é um vinho branco que acaba com o mito “vinho branco com peixes”. Por ser um vinho com corpo, que “enche a boca”, os peixes/ frutos do mar leves não são os mais adequados, como tilápia, peixes crus (sushi, sashimi), ostras. Sugiro peixes mais gordos, como salmão, atum e anchova grelhados, assados, cozidos (qualquer jeito que não seja cru). Frutos do mar: lagosta na manteiga, camarões.

 

Carnes

Carne bovina: sugiro o filé mignon com manteiga de ervas.

Frango: Mais suculentos, como coxa e sobrecoxa.

Suína: Pernil, lombinho, picanha suína

 

Massas, Risotos, Quiches

Molhos cremosos e amanteigados a base de queijos, cream cheese, molho bechamel, manteiga com ervas. Se quiser um molho de tomate, sugiro tomates cerejas frescos ou confitados.

 

Entrada

Esse é um vinho que pode ir muito bem com um prato principal, mas se você quiser servi-lo na entrada, não fique só nas folhas e legumes frescos. Aposte em uma entrada mais “encorpada”, com molhos cremosos, maioneses, terrines, cogumelos na manteiga (shimeji, shitake, paris). E não se esqueça: na hora de servir o vinho do prato principal (depois de um chardonnay amadeirado na entrada), aposte em rótulos bem encorpados, para não deixar o vinho principal parecer “sem graça” perto do vinho da entrada.

 

PS: Essas dicas de harmonizações são as minhas sugestões, mas você pode ficar a vontade com a harmonização que mais te agrada #bebaoquetefazfeliz.

 

O que vocês acham desse estilo de vinho? A madeira combina com vinho branco ou deveria ser usada só para vinhos tintos??

 

Na tag chardonnay amadeirado, você encontra as resenhas dos vinhos que já bebi e algumas sugestões de rótulos nacionais.